Conecte-se conosco

Rio Grande do Norte

Emparn prevê chuvas dentro da média no Rio Grande do Norte em 2021

Período chuvoso deve começar entre o fim de fevereiro e o início de março. Meteorologista explica que boa expectativas se dão por conta da influência do fenômeno La Niña.

Publicado

em

Chuva em Natal — Foto: Pedro Vitorino/Cedida
header ads

A Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn) prevê um ano de 2021 com chuvas dentro da média no Rio Grande do Norte e com a possibilidade de ficar um pouco acima em alguns trechos do interior do estado.

A previsão foi divulgada na terça-feira (12) durante a apresentação das perspectivas climáticas para o ano atual. O trabalho também fez um balanço de 2020.

Segundo o meteorologista Gilmar Bistrot, a tendência é que o ano de 2021 apresente características climáticas no estado semelhantes a anos anteriores que apresentaram boas chuvas.

“Esse ano, é importante dizer, que a atividade solar está em fase com a La Niña em seu mínimo. E quando isso acontece, a gente sempre tem bons anos de chuvas, como aconteceu em 2008, 2009 e 2011. Então é uma coisa parecida com esses anos”, explicou.

“Então, esse ano provavelmente teremos uma situação de normal a um pouquinho acima do normal no interior do estado”.
A previsão climática é de que o inverno tenha início no estado entre o fim de fevereiro e o início de março.

Para a estação pré-chuvosa, a expectativa é de ocorrência de chuvas dentro da média histórica, de acordo com a análise da Unidade Instrumental de Meteorologia da Emparn.

“Estamos muito felizes com as boas previsões, com à possibilidade de termos um inverno acima da normalidade. As chuvas se iniciando agora no final do mês de janeiro, inverno se consolidado a partir da segunda quinzena de fevereiro, estamos atentos a tudo isso”, explicou o secretário da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, Guilherme Saldanha.

A região Oeste tem a maior estimativa de volume pluviométrico médio para 2021, com 315 milímetros (mm) para os meses de janeiro, fevereiro e março.

As regiões Leste e Central têm, cada uma, previsão de 250mm e o Agreste, 188mm.

As boas chuvas devem ocorrer em função do fenômeno La Niña. “Desde meados de 2020 estamos presenciando a atuação do fenômeno La Niña. O fenômeno, em oposição ao El Niño, ocasiona o resfriamento da temperatura média das águas superficiais na faixa equatorial do oceano Pacífico, aumentando os ventos alísios de leste na superfície inibindo a formação de nuvens”, explicou o meteorologista Gilmar Bistrot.

“Com esse cenário espera-se um quantitativo normal de chuvas no RN, porém com de grande variabilidade temporal e espacial, característica inerente ao clima semiárido”.

Balanço de 2020

O balanço sobre as chuvas de 2020 mostrou que o Rio Grande do Norte apresentou chuvas entre as categorias de normal a acima do normal com volume médio de 910,1 mm, superando os volumes esperados nas regiões Oeste, Leste e Agreste.

Evento para apresentar previsão de chuvas para 2021 aconteceu na terça-feira (12) — Foto: Sara Cardoso/Inter TV Cabugi

A região Leste foi a que registrou o maior volume acumulado médio observado, com 1.313,3 mm, enquanto que o esperado era de 1.252,1mm.

A região Oeste está logo atrás, com 919,7mm, enquanto 790,6 era o esperado. O Agreste acumulou 710mm e o esperado era de 714,5mm. E a região Central acumulou 697,1mm e o esperado era de 627,7mm.

A cidade de Mossoró foi quem bateu o recorde de chuva diária, com 176,4 mm ocorrida em 29 de fevereiro, sendo este o maior volume diário dos últimos 63 anos.

Já Natal registrou, em maio, volumes com 426,1 mm, sendo seu segundo maior índice pluviométrico desde 1963. O primeiro ocorreu em 2011 com 447,4 mm.

Fonte: G1 RN 13/01/2021 14h30

--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Rio Grande do Norte

Prefeita Josiene Gomes e Secretária de Planejamento vão a Natal em busca de melhorias para o município de Paraná-RN.

Publicado

em

Foto/Assessoria
header ads

A prefeita da cidade de Paraná e a Secretária Municipal de Planejamento, estiveram nesta quarta-feira (27) na capital Natal, no Rio Grande do Norte.

Na oportunidade a Prefeita Josiene Gomes e a Secretária Municipal de Planejamento, Oriana Rodrigues, visitaram a sede da Secretaria Estadual de Recursos Hídricos em busca de melhorias para o município de Paraná.

Da Redação do Portal Nordeste com informações da assessoria

Continue lendo

Rio Grande do Norte

PF prende traficante foragido da Justiça de Goiás no interior do Rio Grande do Norte

Homem condenado a 9 anos de prisão foi preso em São Miguel, na região do Alto Oeste potiguar. Ele era foragido desde 2018.

Publicado

em

Polícia Federal prendeu traficante de drogas foragido desde 2018 no interior do Rio Grande do Norte. — Foto: Reprodução/PF/Divulgação
header ads

A Polícia Federal prendeu, no interior do Rio Grande do Norte, um homem de 46 anos condenado por tráfico de drogas que estava foragido da Justiça do estado de Goiás desde 2018. A prisão foi em em São Miguel, na região do Alto Oeste potiguar.

O caso aconteceu terça-feira (26), mas só foi divulgada pela corporação na manhã desta quarta-feira (27). Contra o homem, havia um mandado pela condenação, na 3ª Vara Criminal de Goiânia/GO, a uma pena de 9 anos de reclusão.

Após a detenção, o apenado foi conduzido para a Cadeia Pública de Pau dos Ferros, onde permanece custodiado à disposição da Justiça.

De acordo com a PF, a prisão foi realizada pela Força-Tarefa de Combate ao Crime Organizado, coordenada pela Polícia Federal e composta por policiais federais, policiais civis, policiais militares e policiais penais federais, atuando em colaboração com a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Fonte: G1 RN
27/01/2021 11h49

Continue lendo

Rio Grande do Norte

Com novas doses, 118 municípios do RN devem concluir vacinação de profissionais de saúde contra Covid-19; veja lista

Quantidade de doses por município foi definida durante reunião realizada entre a Sesap e secretarias municipais de saúde nesta segunda-feira (25).

Publicado

em

Vacinas foram distribuídas pelo interior do RN — Foto: Sara Cardoso/Inter TV Cabugi
header ads

Pelo menos 118 municípios potiguares deverão atingir a meta de imunizar os profissionais da saúde com a segunda remessa de doses da vacina contra a Covid-19 que chegou ao estado no último fim de semana, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. Esse é o número de cidades que receberam doses para cobrir pelo menos 90% da quantidade estimada de profissionais. Algumas chegam a passar dos 100%.

A quantidade de imunizantes enviada para cada um dos 167 municípios foi definida nesta segunda-feira (25) pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), durante reunião realizada com a participação das secretarias municipais de saúde.

Os municípios receberão 33.435 doses provenientes de dois carregamentos, um deles recebido no último domingo (24), com 31,5 mil doses da vacina fabricada pela Universidade de Oxford em parceria com a Astrazeneca e outras 14.600 doses da CoronaVac que chegaram nesta segunda-feira (25). Os novos lotes começaram a ser distribuídos ainda nesta segunda-feira (25).

As doses da vacina de Oxford/AstraZeneca serão direcionadas a 49 municípios que possuem hospitais de referência e unidades de pronto-atendimento para atendimento de pacientes suspeitos e confirmados de COVID-19, e hospitais gerais que tenham vacinado menos da metade do quantitativo estimado de trabalhadores da saúde na 1ª etapa do plano de imunização.

As 118 cidades potiguares restantes receberão 8.885 doses da CoronaVac. A quantidade envolve o carregamento recebido esta semana e 1.960 doses estimadas como reserva técnica da 1ª remessa.

De acordo com o que foi acordado entre a Sesap e municípios, as vacinas serão direcionadas aos profissionais de saúde, priorizando vacinadores, quem atua em instituições de longa permanência para idosos e trabalhadores envolvidos diretamente na assistência a pacientes suspeitos ou confirmados para Covid-19.

Veja o percentual de profissionais de saúde que será imunizado em cada município e o número de doses enviadas nessa segunda remessa

  • Acari – 101,3% (100 doses)
  • Assu – 76,3% (300 doses)
  • Afonso Bezerra – 101,7% (90 doses)
  • Água Nova – 100,4% (2 doses)
  • Alexandria – 78,7% (140 doses)
  • Almino Afonso – 100,2% (90 doses)
  • Alto do Rodrigues – 81,7% (90doses)
  • Angicos – 84,5% (80 doses)
  • Antônio Martins – 100% (81 doses)
  • Apodi – 76,7% (220 doses)
  • Areia Branca – 77,7% (10 doses)
  • Arês – 99,9% (121 doses)
  • Augusto Severo (Campo Grande) – 99,7% (45 doses)
  • Baía Formosa – 97,3 % (70 doses)
  • Baraúna – 80,4% (120 doses)
  • Barcelona – 105% (30 doses)
  • Bento Fernandes 101,2 % (30 doses)
  • Bodó – 100,4% (10 doses)
  • Bom Jesus – 82,9% (100 doses)
  • Brejinho – 97,8% (90 doses)
  • Caiçara do Norte – 95,9% (30 doses)
  • Caiçara do Rio do vento – 95,6% (10 doses)
  • Caicó – 75,9% (570doses)
  • Campo Redondo – 98,5% (90 doses)
  • Canguaretama – 79,6% (270 doses)
  • Caraúbas – 78,7% (70 doses)
  • Carnaúba dos Dantas – 83,6% (80 doses)
  • Carnaubais – 100 % (83 doses)
  • Ceará-Mirim – 75,9% (610 doses)
  • Cerro Corá – 87,3% (80 doses)
  • Coronel Ezequiel – 94,7% (30 doses)
  • Coronel João Pessoa – 99,8% (51 doses)
  • Cruzeta – 102,5% (60 doses)
  • Currais Novos – 76,2% (240 doses)
  • Doutor Severiano 100,5% (30 doses)
  • Encanto 97% (50 doses)
  • Equador 100,2% (31 doses)
  • Espirito Santo 96,5% (80 doses)
  • Extremoz 76,9% (292 doses)
  • Felipe Guerra 100,1% (70 doses)
  • Fernando Pedroza 107,3% (10 doses)
  • Florânia 97% (72 doses)
  • Francisco Dantas 105% (30 doses)
  • Frutuoso Gomes 97% (40 doses)
  • Galinhos 100,5% (20 doses)
  • Goianinha 80,8% (190 doses)
  • Governador Dix-Sept Rosado 99,8% (113 doses)
  • Grossos 100,6% (80 doses)
  • Guamaré 78,5% (240 doses)
  • Ielmo Marinho 99% (100 doses)
  • Ipanguaçu 81,2% (110 doses)
  • Ipueira 99,6% (20 doses)
  • Itajá 96,9% (60 doses)
  • Itaú 100,5% (22 doses)
  • Jaçanã 97,7% (70 doses)
  • Jandaíra 95,3% (30 doses)
  • Janduís 100,5% (50 doses)
  • Januário Cicco 83,3% (70 doses)
  • Japi 99,9% (42 doses)
  • Jardim de Angicos 93,7% (20 doses)
  • Jardim de Piranhas 98,5% (90 doses)
  • Jardim do Seridó 84,2% (80 doses)
  • João Câmara 78,6% (100 doses)
  • João Dias 108,6% (10 doses)
  • José da Penhas 96,5% (40 doses)
  • Jucurutu 98,3% (210 doses)
  • Jundiá 90,5% (20 doses)
  • Lagoa d’Anta 96,5% (90 doses)
  • Lagoa de Pedras 96% (40 doses)
  • Lagoa dos Velhos 102,6% (10 doses)
  • Lagoa Nova 84,9% (80 doses)
  • Lagoa Salgada 83,8% (80 doses)
  • Lajes 99,9% (73 doses)
  • Lajes Pintadas 100,2% (31 doses)
  • Lucrécia 100,5% (40 doses)
  • Luís Gomes 97,6% (80 doses)
  • Macaíba 75,9% (455 doses)
  • Macau 79,4% (230 doses)
  • Major Sales 99,8% (30 doses)
  • Marcelino Vieira 99,8% (61 doses)
  • Martins 100,1% (70 doses)
  • Maxaranguape 100,6% (100 doses)
  • Messias Targino 102,4% (40 doses)
  • Montanhas 96,5% (70 doses)
  • Monte Alegre 80,9% (140 doses)
  • Monte das Gameleiras 94,7% (10 doses)
  • Mossoró 75,6% (4.450 doses)
  • Natal 75,3% (11.258 doses)
  • Nísia Floresta 98,9% (190 doses)
  • Nova Cruz 78,8% (280 doses)
  • Olho-d’Água do Borges 96,5% (60 doses)
  • Ouro Branco 99,8% (30 doses)
  • Paraná 97,6% (40 doses)
  • `Paraú 95,9% (30 doses)
  • Parazinho 101,9% (51 doses)
  • Parelhas 78,4% (150 doses)
  • Parnamirim 75,3% (2.868)
  • Passa e Fica 81,3% (90 doses)
  • Passagem 100,5% (30 doses)
  • Patu 82,4% (100 doses)
  • Pau dos Ferros 76,5% (120 doses)
  • Pedra Grande 99,8% (30 doses)
  • Pedra Preta 93% (10 doses)
  • Pedro Avelino 93,9% (40 doses)
  • Pedro Velho 83,1% (110 doses)
  • Pendências 82,9% (100 doses)
  • Pilões 94,7% (30 doses)
  • Poço Branco 101,3% (100 doses)
  • Portalegre 83,5% (70 doses)
  • Porto do Mangue 100,6% (60 doses)
  • Pureza 97,6% (40 doses)
  • Rafael Fernandes 101,9% (30 doses)
  • Rafael Godeiro 105% (20 doses)
  • Riacho da Cruz 101,3% (20 doses)
  • Riacho de Santana 103,7% (10 doses)
  • Riachuelo 102,8% (50 doses)
  • Rio do Fogo 84,2% (70 doses)
  • Rodolfo Fernandes 95,9% (30 doses)
  • Ruy Barbosa 103,1% (20 doses)
  • Santa Cruz 76,1% (460 doses)
  • Santa Maria 94,7% (10 doses)
  • Santana do Matos 81,5% (90 doses)
  • Santana do Seridó 101,5% (10 doses)
  • Santo Antônio 81,2% (80 doses)
  • São Bento do Norte 99,4% (10 doses)
  • São Bento do Trairi 95,4% (40 doses)
  • São Fernando 100,4% (12 doses)
  • São Francisco do Oeste 104% (20 doses)
  • São Gonçalo do Amarante 76% (596 doses)
  • São João do Sabugi 96,5% (100 doses)
  • São José de Mipibu 77,1% (330 doses)
  • São João do Campestre 101,5% (110 doses)
  • São José do Seridó 101,2% (30 doses)
  • São Miguel 77,6% (210 doses)
  • São Miguel do Gostoso 103% (60 doses)
  • São paulo do Potengi 80% (50 doses)
  • São pedro 99,7% (22 doses)
  • São Rafael 98,7% (80 doses)
  • São Tomé 82,3% (80 doses)
  • São Vicente 97% (50 doses)
  • Senador Elói de Souza 99,8% (32 doses)
  • Senador Georgino Avelino 102,6% (10 doses)
  • Serra caiada 102,7% (100 doses)
  • Serra de São bento 100% (50 doses)
  • Serra do Mel 100,3% (110 doses)
  • Serra negra do Norte 100% (50 doses)
  • Serrinha 94,9% (40 doses)
  • Serrinha dos Pintos 103,5% (30 doses)
  • Severiano Melo 102,4% (90 doses)
  • Sítio Novo 94,7% (30 doses)
  • Taboleiro Grande 104,2% (30 doses)
  • Taipu 81,9% (90 doses)
  • Tangará 100,6% (160 doses)
  • Tenente Ananias 103,4% (100 doses)
  • Tenente Laurentino Cruz 99,8% (30 doses)
  • Tibau 98,2% (60 doses)
  • Tibau do Sul 100,1% (132 doses)
  • Timbaúba dos batistas 99,1% (2 doses)
  • Touros 78,2% (210 doses)
  • Triunfo Potiguar 100,5% (30 doses)
  • Umarizal 99,8% (132 doses)
  • Upanema 100,2% (190 doses)
  • Várzea 100,5% (24 doses)
  • Venha-Ver 95,8% (20 doses)
  • Vera Cruz 98,5% (130 doses)
  • Viçosa 94,7% (10 doses)
  • Vila Flor 93,7% (20 doses)

Fonte: G1 RN 26/01/2021 10h57

Continue lendo

Destaques